sexta-feira, 2 de abril de 2010




Porque escolher o improvável? porque escolher o mais distante? a questão é, eu não escolhi, o amor escolheu por mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário